Mitos e verdades sobre faculdades particulares de Medicina

A comparação entre faculdades particulares e públicas sempre aparece em algum momento. Especialmente os vestibulandos de Medicina podem ter dúvidas sobre essas duas opções, mas nem tudo é o que o senso comum diz ser.

Pensando nisso, selecionamos 10 mitos e verdades sobre faculdades particulares de Medicina para te ajudar. Confira!

1. O diploma de uma faculdade particular tem peso inferior no currículo

Mito. Uma preocupação constante na escolha de uma faculdade é a questão do diploma e esse mito circula muito no senso comum. Desde o parente que diz que o diploma da faculdade particular não vai te trazer futuro, até as próprias expectativas do estudante, que acredita que a qualidade é maior só porque um processo seletivo é mais concorrido.

Sim, o processo seletivo de uma faculdade pública é muito mais concorrido, mas isso não significa que a faculdade particular é inferior e vai te prejudicar no momento de conquistar sua vida profissional.

Se você observar os rankings por avaliação do mercado de trabalho, como por exemplo, o RUF, verá que tanto universidades públicas como particulares estão no topo.

É hora de usar este argumento com aquele seu tio que insiste em dizer que apenas o diploma em universidade pública tem valor.

2. Qualquer pessoa é aprovada no vestibular

Mito. É fato que o processo seletivo para as universidades particulares é menos concorrido, já que o valor da mensalidade é um fator a se considerar. Mas isso não significa que qualquer pessoa pode ser aprovada.

Primeiro, é preciso entender que cada faculdade tem critérios diferentes para o ingresso de alunos. Algumas oferecem processos seletivos facilitados e a própria concorrência pode facilitar o ingresso. Mas quando falamos em faculdades particulares de Medicina, cabe lembrar que o curso continua sendo concorrido nestas instituições.

Então não, não é qualquer pessoa que vai ser aprovada no vestibular em Medicina. É preciso estudar, cursar um bom cursinho pré-vestibular Medicina e se dedicar mesmo no processo seletivo das faculdades particulares.

3. A qualidade do ensino é inferior

Mito. Entre os mitos e verdades sobre faculdades particulares de Medicina esse é um dos mais absurdos. Novamente, o senso comum tende a valorizar apenas o que é muito sofrido para conquistar, como é o caso da aprovação em vestibulares mais concorridos. A concorrência do vestibular, contudo, não influencia em nada na qualidade do ensino.

O melhor critério para descobrir se uma faculdade é boa é observar a sua nota de acordo com a avaliação do MEC (Ministério da Educação). Ser pública ou particular não influencia em nada na nota, mas sim a qualidade do ensino, dos professores e da estrutura.

Mesmo universidades com nome e reconhecimento podem ter notas baixas no MEC.

4. O corpo docente é menos qualificado

Mito. Outro mito relacionado à qualidade do ensino tem a ver com o corpo docente. Nas universidades particulares não há concursos públicos, como acontece nas instituições públicas. Por esse motivo, muitas pessoas acreditam que os professores são menos capacitados, o que não é verdade.

Para ser um professor de Medicina é preciso não apenas ter concluído a graduação e a residência, como também se especializar no ensino de Medicina. Boa parte dos professores possui especialização em didática, além de mestrado e doutorado na área. Além disso, a nota do MEC reflete a qualidade do corpo docente. Novamente, a nota do MEC é a melhor forma de avaliar a qualidade do ensino em uma faculdade, seja ela pública ou privada.

5. Possuem tanta infraestrutura quanto as públicas

Verdade. Em alguns casos, as faculdades privadas de Medicina até possuem mais infraestrutura que as públicas. Isso acontece porque, para atrair mais alunos, as faculdades privadas investem pesado na estrutura, com laboratórios completos, salas equipadas e confortáveis, além de grandes bibliotecas e outros ambientes para o estudo.

É comum que as faculdades privadas ofereçam mais estrutura para chamar a atenção dos alunos e para justificar as suas altas mensalidades. Normalmente as faculdades privadas possuem equipamentos multimídia e laboratórios que trazem uma experiência de ensino mais completa.

Vale a pena visitar o campus para observar as instalações, caso a instituição ofereça essa facilidade.

6. Possuem a mesma grade de ensino

Verdade. Quem determina a grade do curso de Medicina e também de outras graduações é o MEC. Portanto, seja uma instituição pública ou particular, na grade haverá a mesma quantidade de disciplinas, além de mesma carga horária. A grade é sempre composta pelas mesmas disciplinas obrigatórias.

O que pode mudar são as disciplinas optativas, ou seja, aquelas que são complementares para a formação. A boa notícia é que as faculdades particulares costumam oferecer mais opções, além de mais flexibilidade de horários para cursá-las.

7. O curso é mais fácil nas faculdades particulares

Mito. Esse mito está relacionado a outros, como o mito de que o corpo docente é inferior e de que qualquer pessoa consegue entrar no curso. O curso de Medicina é conhecido justamente pela sua complexidade, longo período de formação e por ser em período integral.

Independente de cursar a faculdade particular ou pública, o curso de Medicina é bastante complexo.

8. Há mais prazo para a conclusão do curso

Verdade. Normalmente, a graduação em Medicina leva seis anos, sendo dois anos para estudos básicos, dois anos para estudos clínicos e mais dois anos para a residência. Na maioria das universidades públicas, o tempo máximo para concluir o curso é de nove anos. Já nas faculdades particulares, há condições especiais para concluir o curso.

Vale consultar a instituição para tirar essa dúvida. Mas boa parte das universidades particulares tem flexibilidade de horários, para que seja difícil não conseguir concluir o curso.

9. Faculdade privada é mais organizada

Depende. Organização é algo bastante relativo e por isso devemos considerar alguns aspectos. As universidades públicas estão sujeitas a paralisações e greves, afinal, os cortes de orçamento público afetam a qualidade do ensino.

Apesar da importância das paralisações e greves, elas acabam afetando a organização, já que o calendário acadêmico é prejudicado. Aulas nas férias, término de ano letivo em períodos irregulares, entre outros problemas são queixas frequentes destes alunos.

Nas universidades particulares você jamais terá este problema. Poderá concluir o seu curso na época prevista e se organizar melhor em relação ao seu futuro. Além disso, quanto antes você concluir seu curso, antes poderá pensar em sua especialização.

10. É mais difícil conseguir fazer residência

Mito. Muitas faculdades possuem hospitais e clínicas universitárias, incluindo as instituições particulares. Tudo depende da estrutura da faculdade, mas as universidades particulares costumam oferecer diversas especialidades, incluindo as menos requisitadas.

Gostou de conhecer os mitos e verdades sobre faculdades particulares de Medicina? Certamente você percebeu que precisa se preparar para o vestibular mesmo se pretende cursar nelas. Então, conheça o MSMed, um cursinho pré-vestibular específico para Medicina. Sua aprovação é aqui!

Deixe uma resposta

Rolar para cima
Estamos aqui para te ajudar!
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]