Medicina como segunda graduação: saiba como funciona

Ser médico é uma profissão muito desejada, mas a graduação de Medicina nem sempre é a primeira opção dos estudantes. Seja pelas atuais condições financeiras, pelo vestibular muito concorrido ou pelo tempo disponível, muitas vezes a medicina como segunda graduação é a melhor opção.

É por isso que fazer medicina como segunda graduação pode ser uma ótima opção. Contudo, é preciso analisar as vantagens e desvantagens antes de tomar essa decisão tão importante.

Afinal, a área da medicina exige alguns cuidados extras, como tempo disponível. Além disso, é preciso refletir sobre outros detalhes desta área concorrida e exigente. Quer saber mais detalhes e o que se considerar antes de tomar esta decisão? Continue a leitura e descubra.

Segunda graduação: o que devo ponderar antes de tomar essa decisão?

Muitas pessoas terminam uma graduação e podem passar a não se identificar com a área de atuação. Esse processo é comum especialmente porque costumamos escolher qual graduação cursar, geralmente no final da adolescência. Assim, ao chegar à idade adulta, muitos jovens se deparam com uma não identificação ao curso e carreira que escolheram no passado.

Além deste motivo mais comum, há diversas outras razões para escolher uma nova graduação. É importante ter em mente que as pessoas mudam e tudo bem se você deseja começar uma nova graduação, independente da sua idade no momento. Contudo, antes de decidir cursar uma nova graduação é prudente ponderar alguns aspectos para não se frustrar novamente.

O primeiro passo é ter informações sobre o curso que se deseja fazer como segunda graduação. Observe a grade de matérias, duração, em qual turno e pense na sua atual rotina. Neste ponto, é importante observar se é possível fazer uma graduação no momento.

Outro detalhe importante é coletar informações sobre a área de atuação. Se possível, converse com outras pessoas que já cursaram a graduação ou as que já estão chegando ao final. Com essas informações é possível tomar a decisão de forma realista e sem correr o risco de se frustrar novamente com a área escolhida.

Quais os motivos para fazer uma segunda graduação?

A insatisfação pessoal é um dos principais motivos para fazer uma transição de carreira. Mas os motivos para fazer uma segunda graduação são bastante particulares e cabe lembrar que sempre são válidos.

É possível, por exemplo, sentir uma estagnação na área atual e desejar buscar mais conhecimento com uma nova graduação. Neste caso, é possível optar tanto por uma graduação em uma área completamente diferente, como em uma área similar.

É por isso que mesmo gostando do que se faz, muitas pessoas encontram em uma segunda graduação novas oportunidades de realização profissional, crescimento e destaque no mercado de trabalho. No caso da medicina, por exemplo, mesmo as pessoas da área da saúde podem desejar cursar a graduação para se tornarem médicos.

E como funciona a medicina como segunda graduação?

O curso de medicina como segunda graduação é um caso bastante especial, já que é de amplo conhecimento as exigências da área. O candidato ao curso deve conciliar sua atual rotina com a rotina de estudos, seja para a sua aprovação no vestibular de medicina ou após o ingresso na graduação.

Já no curso, é importante saber que não há nenhuma distinção entre os alunos que cursam medicina como primeira graduação ou aqueles que estão na sua segunda graduação.

Entretanto, é possível eliminar algumas matérias da grade e se formar mais rápido. Para isso, é preciso que o estudante tenha cursado uma graduação na área da saúde como enfermagem, farmácia, biomedicina ou outras similares.

Contudo, é preciso que a disciplina eliminada tenha a mesma carga horária e programa similar ao de medicina. A eliminação de disciplinas sempre estará sujeita à avaliação feita pela instituição de ensino.

Seja como for, a graduação de medicina é conhecida pelo seu extenso programa de disciplinas, grande carga horária e pelo período de estudos ser integral. É preciso que o estudante consiga conciliar seus estudos com as demais tarefas da sua rotina. A seguir, veremos vantagens e desvantagens em cursar medicina como segunda graduação.

Medicina como segunda graduação: vantagens e desvantagens

O curso de medicina mescla conteúdos práticos e teóricos e é conhecido como o curso de graduação mais extenso, independente da instituição de ensino. Entre as características dos estudantes, ter resiliência é uma delas. Veja vantagens e desvantagens em cursar medicina como segunda graduação.

Vantagens

Em algumas instituições de ensino quem já possui diploma pode não precisar refazer o vestibular ou o ENEM. Sim, é possível aproveitar a nota no ENEM na segunda graduação, mesmo em medicina! Contudo, é preciso observar as regras de cada instituição e conhecer a nota de corte do curso desejado. A nota de corte de Medicina costuma ser bem alta.

Já para os graduados em cursos da área da saúde, é possível ingressar como portador de diploma. A regra, entretanto, está condicionada às análises da instituição e em alguns casos mesmo sendo da área será preciso refazer o vestibular.

Outra vantagem é que ao cursar medicina como segunda graduação o futuro médico conta com uma área bastante promissora. Um dos maiores benefícios é, portanto, estudar para ter uma profissão reconhecida, valorizada e com ótimas oportunidades de emprego.

A área da medicina pede grande seriedade e responsabilidade, quesitos que são vantajosos para quem ingressa no curso como segunda graduação. A idade traz experiências que podem ser proveitosas para este novo período. Quem faz uma segunda graduação costuma ter mais preparação para enfrentar os desafios desta etapa.

Desvantagens

Tudo na vida tem vantagens e desvantagens. Quando falamos em medicina como segunda graduação, a desvantagem mais óbvia está relacionada ao tempo. Neste sentido, será preciso desprender este recurso tanto para se preparar para a graduação, como durante o curso.

Outra desvantagem está relacionada às finanças. O curso de medicina está entre os mais caros do Brasil e será preciso se organizar financeiramente se cursar em uma instituição privada.

Agora que você já sabe mais detalhes sobre medicina como segunda graduação, que tal se aproximar deste sonho? Conheça oMS!Med e matricule-se no cursinho mais forte e completo para quem quer ser aprovado em Medicina! Conheça também nossos materiais gratuitos e comece a estudar hoje mesmo.

Deixe uma resposta

Rolar para cima
Estamos aqui para te ajudar!
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]