Perdi a data do vestibular e agora?

Perder a data do vestibular pode ser um momento de desespero. Entretanto, existem algumas formas de contornar esta situação, especialmente quando se fala a respeito de instituições particulares.

Isso acontece porque várias faculdades e universidades possuem critérios próprios para ingresso. Desse modo, além de disponibilizar mais de um processo seletivo anualmente, elas também oferecem condições especiais, como provas agendadas.

Assim, caso você tenha perdido a data do vestibular e não saiba o que fazer, veja a seguir algumas possibilidades para resolver o problema.

Perdi a data do vestibular em instituição privada: e agora?

Conforme o destacado, várias instituições privadas adotam critérios próprios nos seus processos seletivos. Diante disso, é possível contornar a perda do prazo inicial de algumas maneiras.

A primeira delas é o uso da nota do ENEM. Logo, um candidato que não realizou a prova da instituição desejada, mas teve um bom aproveitamento neste exame, pode utiliza-lo como forma de se matricular desde que isso esteja previsto pelo edital. Portanto, é interessante consultar o documento e posteriormente fazer contato com a instituição.

Além disso, existem algumas faculdades que permitem que o candidato realize o processo seletivo em outras ocasiões e sem gerar custos para isso. Para tal, basta entrar em contato com a secretaria e fazer o agendamento. Em geral, é preciso aguardar um prazo pré-determinado até que a nova data seja liberada.

Existe ainda a possibilidade de que se esquecer de pagar o boleto referente à taxa de inscrição, no caso das faculdades que fazem este tipo de cobrança. Entretanto, este tipo de situação pode ser contornada com um simples contato, visto que várias faculdades aceitam oferecer prorrogações do prazo.

De toda forma, o essencial é se comunicar com a faculdade particular da sua escolha e conversar sobre a situação. Estas instituições, salvo algumas exceções, costumam ser bastante flexíveis e favorecer para que o candidato consiga o acesso.

Perdi o prazo do SISU: e agora?

Se a flexibilidade é uma característica dominante das faculdades particulares, o mesmo não pode ser dito do SISU. Portanto, é preciso ter atenção às datas de matrícula ou somente será possível tentar uma vaga através deste sistema no semestre seguinte.

As aberturas do SISU são semestrais. Ou seja, acontecem de acordo com o ano letivo brasileiro nos meses de janeiro e julho. Para conseguir participar da seleção é preciso ter prestado o ENEM do ano anterior e as vagas são ofertadas de acordo com a pontuação de cada candidato.

Criado pelo Ministério da Educação, o SISU é um sistema completamente automatizado e responsável somente por fazer a classificação dos candidatos de acordo com os critérios expostos.

Vale ressaltar que as principais instituições públicas de ensino estão presentes no sistema e as vagas são oferecidas para ampla concorrência. Além disso, as vagas destinadas ao sistema de cotas também estão presentes no SISU, de modo que ele é fundamental para qualquer pessoa que queira tentar concorrer a uma universidade pública.

Outras formas de ingresso ao Ensino Superior

Além dos vestibulares e do SISU, existem outras formas de ingresso ao Ensino Superior, especialmente para quem está considerando as faculdades privadas e deseja conseguir uma bolsa.

Entre essas formas é possível destacar o ProUni, um programa criado pelo Ministério da Educação com o objetivo de ofertar bolsas parciais para estudantes de baixa renda e que ainda não tenham formação de nível superior.

O objetivo deste projeto é ampliar o acesso à educação. Desse modo, as vagas são disponibilizadas duas vezes ao ano e seguem o mesmo calendário que o SISU. Além disso, a nota obtida no ENEM também é um critério importante para a seleção.

Entretanto, além da pontuação, o ProUni considera a renda familiar per capta de cada concorrente e os candidatos podem receber bolsas de 50% ou de 100%, cuja duração se estende por todo o curso.

No que se refere ao processo seletivo, vale ressaltar que ele acontece da mesma forma que o SISU e pode ser feito de forma totalmente online e gratuita. Durante a inscrição é preciso escolher duas opções de curso, em ordem de preferência, e acompanhar as chamadas.

Também é interessante mencionar que para concorrer às bolsas de estudos ofertadas pelo ProUni é preciso atender às seguintes exigências:

  • Possuir alguma deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino;
  • Ter cursado todo o Ensino Médio na rede pública.

Além disso, também é preciso cumprir os critérios socioeconômicos independente de se encaixar em uma das categorias. Desse modo, qualquer candidato inscrito para uma bolsa do ProUni precisará comprovar a sua renda e a concessão de uma bolsa parcial ou integral está condicionada a este fator.

De encontro ao que foi destacado, é possível citar que os candidatos cuja renda per capta da família seja inferior a 1,5 salários mínimos, estão elegíveis para receber 100% de bolsa. Por outro lado, candidatos cuja renda familiar seja superior a 1,5 e inferior a 3 salários mínimos, poderão receber bolsas de até 50%.

Além do ProUni, outra forma de ingresso às instituições de ensino particulares é o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), criado em 2001 pelo Ministério da Educação. Atualmente, o programa conta com duas modalidades diferentes:

  • Vagas com zero juros para estudantes com renda per capta familiar de até 3 salários mínimos;
  • Vagas com financiamento variável para estudantes com renda per capta familiar de até 5 salários mínimos.

Assim como os demais programas de acesso ao Ensino Superior do Governo Federal, o FIES usa a nota do ENEM como critério. Desse modo, os candidatos que desejarem utiliza-lo precisam obter, no mínimo, 450 pontos na prova de múltipla escolha e 400 pontos na redação.

Para participar do FIES, um curso superior precisa acontecer de forma presencial e ter nota 3 ou superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior. Todas as informações para a inscrição ficam disponíveis no site FIES Seleção quando o processo se encontra aberto.

Gostou do conteúdo? Veja mais sobre o curso de Medicina no nosso blog ! O MS Medicina é o cursinho mais forte e completo para quem quer ser aprovado!

Deixe uma resposta

Rolar para cima
Estamos aqui para te ajudar!
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]