O curso de medicina tem matemática? 10 curiosidades sobre o curso

Você sonha em cursar medicina e quer conhecer um pouco mais sobre o curso? Então não deixe de conferir nosso texto até o final, pois nós iremos abordar algumas curiosidades muito interessantes sobre a graduação.

Afinal, esse é um dos cursos mais concorridos do país e com isso, dúvidas sobre toda a graduação não devem faltar. Então continue lendo, pois vamos esclarecer algumas delas!

E já vamos começar respondendo uma dúvida recorrente: afinal, o curso de medicina tem matemática?

A resposta é não, pois como é um curso voltado para a área da saúde, as matérias de maior importância envolvem a biologia de forma geral. E o mesmo vale para as universidades e também para o ENEM. A matemática não é uma das matérias de mais peso do curso.

Entretanto, há uma exceção. Caso você queira seguir sua carreira realizando pesquisas científicas, daí então será preciso realizar cálculos. No entanto, esse contato com a matemática é apenas nessa situação em específico.

Então, se você não tem facilidade com a matéria, não precisa se preocupar com isso. É importante ter um bom conhecimento sobre matemática, afinal, todo ponto conta no momento de passar no vestibular ou no Enem. Mas, como evidenciamos, ela não será determinante em sua aprovação.

Quer saber mais sobre o curso? Então confira 10 curiosidades sobre o curso de medicina!

1. Profissão rentável

A medicina é uma das profissões mais rentáveis do país, de acordo com a Glassdoor, o salário médio de um médico no Brasil gira em torno dos R$ 11 mil – mas há casos de médicos recém-formados que atuam em plantões da clínica médica e chegam a faturar mais de R$ 40 mil por mês!

2. Curso dividido em 3 etapas

Na maioria das universidades, públicas ou privadas, costuma dividir o curso em três etapas. Na primeira, os alunos têm contato com as matérias básicas para a área: anatomia, fisiologia, patologia, etc. Após esse primeiro momento, os alunos entram em contato com pacientes e começam a colocar o que aprenderam em prática.

É aqui que começam a estudar e conhecer melhor sobre as patologias, para conseguir realizar os diagnósticos de forma correta. Por fim, mas não menos importante, vem a prática clínica. Nessa etapa os estudantes vão para os hospitais, de fato, e recebem diversos ensinamentos práticos.

3. A residência não é obrigatória

Ao contrário do que a maioria pensa, não existe a obrigatoriedade de realizar a residência após a conclusão da graduação. No entanto, caso decidia por seguir dessa forma, é importante estar ciente que poderá atuar apenas como médico geral. Isso porque o período de residência é interpretado também como uma especialização.

4. O estudo nunca tem fim

O curso de medicina dura 6 anos, no entanto, além desse tempo há o período de residências e alguns buscam alguma outra especialização. Mesmo após esse período, é importante que os médicos continuem seus estudos constantes, pois há sempre novidades sobre sua área de atuação e os avanços da medicina precisam ser colocados em prática.

Está gostando do conteúdo? Então talvez você queira conferir também: Notas de corte para medicina 2021

5. O curso não é para quem tem medo de sangue

É impossível passar pelo curso de medicina sem fazer aula de anatomia ou sem tirar sangue de alguém. Por isso, se você tem medo, é melhor repensar o curso que deseja e pensar em outras opções. Pois, durante a faculdade, dificilmente você irá evitar isso.

Outro ponto que não podemos deixar de citar é que os estudantes normalmente também manipulam cadáveres em algumas matérias. Por isso, se você tem medo ou alguma fobia relacionada, é melhor repensar sobre cursar ou não medicina.

6. Especialidades mais procuradas

Dentre todas as possibilidades, as áreas mais procuradas pelos recém-formados para se especializar são: clínica médica, pediatria, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia. Cada área com suas particularidades e especificidades.

7. Não faltam vagas de trabalho

Apesar de centenas de profissionais se formarem, não faltam vagas para as mais diversas áreas. No entanto, essas vagas estão mal distribuídas no território brasileiro e boa parte dos médicos se concentram nas capitais brasileiras. Por isso, é mais fácil encontrar oportunidades em algumas regiões específicas do país e normalmente, naquelas que são mais afastadas dos centros populacionais.

8. Estágio obrigatório

O curso de medicina exige o cumprimento da carga horária de estágio obrigatório e desde 2014 exigem que ao menos 30% dessa carga horária seja cumprida no Sistema Único de Saúde (SUS). E é importante que os estudantes de medicina não confundam o estágio com a residência, são coisas diferentes, a residência só pode ser realizada após a conclusão do curso.

9. Carga horária cansativa

Ao contrário do que muitos imaginam, a rotina de boa parte dos médicos é exaustiva. De acordo com uma pesquisa do Conselho Federal de Medicina, apenas 22% dos médicos possuem apenas 1 trabalho. Na verdade, a maioria costuma trabalhar até 60 horas por semana! Ou seja, grande parte dos médicos lidam com uma rotina extremamente cansativa.

10. O tempo de especialização não é o mesmo

A maioria das pessoas acredita que a residência dura 2 anos, no entanto, isso não é uma regra. Algumas especializações requerem mais tempo, por isso, o tempo de estudo pode chegar até a 3 anos.

Pronto, se você está pensando em seguir a carreira de medicina, agora já tem algumas informações de extrema importância para seguir seus estudos. Como pôde perceber, o curso de medicina requer muita dedicação e empenho, não é um curso fácil e o período de formação pode levar até 10 anos para quem quer se especializar em uma área em específico.

Mas, isso não é empecilho para quem sonha em ajudar a cuidar e salvar vidas. Sabemos o quão grande é esse desafio e por isso, queremos te ajudar a alcançá-lo. Nós da Me Salva sabemos o quanto o curso de medicina é concorrido e queremos te ajudar a alcançar seus objetivos. Por isso, contamos com uma equipe de ponta para te ajudar a conseguir a aprovação. Clique aqui e saiba mais agora mesmo!

Deixe uma resposta

Rolar para cima
Estamos aqui para te ajudar!
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]