Cotas do SISU: descubra como funcionam e se você pode usá-las

As cotas já não são novidade para grande parte da população, mas você entende como exatamente funcionam as cotas do Sisu? Será que você se insere em uma das categorias? É sobre isso que iremos falar logo mais, entenda como as cotas funcionam e se elas se aplicam ao seu caso.

A lei n.º 12.711 foi criada com o intuito de reduzir a desigualdade social e facilitar a inserção de determinados grupos sociais. A legislação prevê que 50% das vagas sejam reservadas para cotistas e isso não vale apenas para instituições de ensino, mas para os mais diversos cenários, até mesmo as empresas podem aderir a esse sistema.

Dessa forma, o que se espera é que os grupos que fazem parte do sistema de cotas sejam cada vez mais incluídos em uma nova realidade e que isso, futuramente, reduza os índices de desigualdade no Brasil. Você sabe se faz parte de algum desses grupos? Então fique ligado, pois, nós vamos explicar em detalhes o que são as cotas e cada um dos grupos.

Quais são as categorias de cotas no Sisu?

No Sisu, há 3 categorias distintas, são elas:

  • Alunos de escola pública;
  • Alunos de baixa renda;
  • Ações afirmativas.

Além dessas, que são as cotas “oficiais”, as instituições podem criar cotas específicas como, por exemplo, para deficientes ou para povos quilombolas. Agora, vamos detalhar melhor sobre cada uma das categorias, confira!

Cotas para alunos de escola pública

Nessa categoria se enquadram todos os estudantes que tenham cursado o ensino médio em uma escola da rede pública. Fatores como raça ou renda familiar não entram nessa categoria. Se você tiver concluído o ensino na rede pública, pode se candidatar no Sisu dentro dessa cota.

Cotas para alunos de baixa renda

Aqui além de ter concluído o ensino médio em escola pública, se enquadram os candidatos de baixa renda. Ou seja, é preciso atender a dois quesitos, nesse caso. Além disso, existe outra particularidade quanto a divisão das vagas:

  • 50% das vagas dessa categoria são para alunos de escola pública com renda abaixo de um salário mínimo e meio por pessoa;
  • 50% das vagas são para alunos de escola pública com renda acima de um salário mínimo e meio por pessoa.

Cotas para ações afirmativas

Nessa categoria se enquadram critérios de cor e etnia: pretos, pardos, amarelos, indígenas e quilombolas. Os candidatos que se autodeclaram dentro de alguma dessas etnias são elegíveis a essa categoria.

O número de vagas aqui é definido conforme o percentual de pessoas de cada etnia do estado daquela instituição. Tudo isso, para garantir a máxima inserção dessas pessoas no ensino superior e em uma nova realidade.

Grupos de cotas do Sisu

Essas são as 3 principais categorias de cotas, no entanto, no Sisu elas se subdividem em diversos grupos que consideram alguns dos pontos que citamos. Talvez você já tenha ouvido falar sobre o L1, L2, L5… Entenda melhor sobre cada um deles a seguir!

Grupo L1

Nesse grupo se enquadram os estudantes com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa e que tenham cursado todo o ensino médio em escolas públicas.

Grupo L2

Aqui se enquadram os candidatos que se autodeclaram como pretos, pardos ou indígenas, que tenham renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa e que tenham concluído o ensino médio em uma instituição pública.

Grupo L5

Nesse grupo entram aqueles que, independente da renda, tenham cursado o ensino médio integralmente na rede pública de ensino.

Grupo L6

Aqui nesse grupo se enquadram os candidatos que se autodeclaram pretos, pardos ou indígenas e que tenham cursado o ensino médio integralmente na rede pública.

Grupo L9

Nesse grupo entram os candidatos com deficiência, com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa e que tenham cursado o ensino médio em escola pública.

Grupo L10

Aqui se enquadram os candidatos com deficiência que se autodeclaram como pretos, pardos ou indígenas, com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa e que tenham vindo da rede pública.

Grupo L13

Nesse grupo entram os candidatos com deficiência, que independente da renda, tenham cursado o ensino médio integralmente na rede pública.

Grupo L13

Aqui se enquadram os candidatos com deficiência e que se autodeclaram como pretos, pardos ou indígenas que tenham vindo da rede pública de ensino.

Sobre os grupos de cotas

Caso você se enquadre em qualquer um dos grupos que citamos acima, você pode concorrer a uma vaga nas universidades federais do país, pelo sistema de cotas do Sisu.

Lembrando que, as cotas não são obrigatórias e mesmo que você se enquadre em um dos grupos ou em vários deles, pode se candidatar a ampla concorrência. Nesse caso, o que muda é o grupo de pessoas com quem você concorre a uma vaga. Se você optar por um dos grupos da cota, concorre com pessoas na mesma situação que a sua. Já na ampla concorrência, você estaria concorrendo com um grupo diverso de pessoas.

O ideal é que na hora de se candidatar no Sisu, você leia todos os detalhes de cada opção, para ter certeza de que escolheu a categoria correta. Afinal, essa é uma decisão que irá interferir em toda sua vida, por isso muita atenção.

Caso você se candidate através das cotas e seja aprovado, você deverá comprovar que se enquadra na categoria em questão. A instituição irá informar todos os documentos necessários, dentro do grupo em que você se candidatou. Por isso é tão importante que você não minta, pois, terá que comprovar todas as informações que deu durante sua inscrição.

Você está na jornada em busca de sua aprovação no ENEM? Nós podemos te ajudar! Aqui no Me Salva, disponibilizamos de forma gratuita apostilas de todas as matérias, para você se preparar para o Enem 2022. Clique aqui e confira todas as apostilas que temos!

Além disso, oferecemos cursos e mais uma infinidade de conteúdos para facilitar seus estudos e sua aprovação. Por isso, não deixe de acessar nossa aba de conteúdos específicos para o ENEM.

Deixe uma resposta

Rolar para cima
Estamos aqui para te ajudar!