7 desafios mais comuns que os estudantes de medicina enfrentam

Qualquer faculdade apresenta certas demandas que os alunos precisam superar. Para se tornar médico ou médica, não seria diferente.

Por isso, conheça os 7 desafios mais comuns que os estudantes de medicina enfrentam. Além disso, compreenda quais são ações que podem ajudar a superar essas adversidades.

Quais são os desafios mais comuns que os estudantes de medicina enfrentam?

A partir da demanda de tempo para os estudos até “lidar com sangue”, o estudante de medicina pode encontrar desafios. Contudo, mesmo com esses “problemas”, isso não poderá te impedir de conquistar o seu sonho. Então, conte com Me Salva Medicina, pois esse é o cursinho mais forte e completo para quem quer ser aprovado!

Longa duração do curso e uma rotina intensa

Após se dedicar de forma intensa no vestibular de medicina, se debruçando em apostilas e participando de várias aulas, por exemplo, o estudante ainda continuará se dedicando integralmente aos estudos. Os cursos de medicina duram em média cinco a seis anos e são de tempo integral, sendo que há atividades que acontecem aos sábados. Aliás, todas as disciplinas são obrigatórias.

Por isso, a rotina acaba sendo bastante intensa ao longo dos anos. Mas, mesmo assim, é necessário ter algumas horas de descanso para fazer alguma atividade diferente e relaxante para aproveitar de forma mais clara os estudos.

Disposição para se dedicar de forma integral para aprender o conteúdo

Além de realizar a faculdade de medicina, muitos estudantes precisam continuar os estudos após o término do curso. Seja uma pós-graduação ou uma residência, a pessoa tem opções para se aprofundar ainda mais na área em que deseja. Por isso, esse é um grande desafio, se manter cada vez mais disciplinado nos estudos, para se tornar um bom profissional.

Obviamente, este “obstáculo” trará grandes benefícios, afinal um médico não pode ficar desatualizado. Assim, os estudos fazem parte de toda a carreira médica de um bom profissional.

Conteúdo muito profundo e variado

A rotina de estudos do curso vai ficando cada vez mais intensa ao longo da faculdade. No curso, o estudante tem três etapas:

  • Primeiro e segundo ano: o estudante estuda anatomia, fisiologia e bioquímica.
  • Terceiro e quarto ano: o aluno começa a ter contato com pacientes e trabalha com exames básicos.
  • Quinto e sexto ano: o acadêmico é submetido ao internato.

Além das disciplinas teóricas e práticas, o estudante precisa dar atenção às atividades extracurriculares para aumentar o seu relatório de estudos. Por isso, para driblar esse desafio, o aluno de medicina precisa organizar o tempo e os afazeres.

Aliás, ter persistência para encarar o volume de conteúdos é uma saída desse obstáculo e manter um bom desempenho no mundo acadêmico.

Aulas de anatomia

Para algumas pessoas, só o fato de ver sangue e cadáveres já é um motivo para desistir da medicina. Na faculdade, é bastante comum na aula de autonomia, que acontece nos dois primeiros anos, o aluno se deparar com essa situação. E nos anos seguintes, estar em grande contato com sangue na hora fazer um exame.

Por mais que, futuramente, o estudante decida ir para uma área que não tenha esses tipos de exames ou manipulação com corpos, é fundamental dominar esses processos para a compreensão do funcionamento do organismo.

Mas vale ressaltar que o corpo humano é algo muito complexo e cheio de detalhes, então ter esse conhecimento na cabeça é essencial. Talvez, tendo isso em mente, o estudante de medicina consiga superar este desafio.

Lidar com os pacientes e com situações adversas

Lidar com as pessoas não é uma tarefa fácil, em especial quando elas estão com algum problema de saúde. Por isso, o lado humano do estudante precisa estar mais aflorado na hora de se relacionar com seu paciente.

Afinal, o papel do médico vai além de proporcionar uma qualidade de vida para os pacientes, mas sim estar preparado para lidar com momentos de fragilidade e de morte, já que no cotidiano de quem pratica medicina é bem complicada esses momentos como o que acontece na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Mesmo para quem ainda esteja estudando, tais situações como acidentes de carros e emergências podem ser apresentadas por meio de simulações. Com o principal objetivo de se acostumar com essa triste realidade para conseguir fazer o melhor atendimento possível.

Alta manutenção da faculdade

Cursar uma faculdade de medicina demanda um alto custo, afinal esse é um dos cursos mais caros do Brasil. Os valores cobrados podem ter uma grande variação de uma instituição para outra, dependendo do reconhecimento e infraestrutura. Os preços variam entre R$5 mil a mais de R$12 mil.

Além da mensalidade, o estudante também precisa se atentar aos outros custos adicionais. Especialmente, os livros solicitados pelo curso que podem custar em torno de R$500,00. Além disso, outros equipamentos são exigidos como estetoscópio, otoscópio, pijama cirúrgico, jaleco, entre outros.

Levando em consideração que o curso dura em média 6 anos, o estudante terá um custo bem alto ao longo desse período. Por isso, é importante ter um bom planejamento financeiro para todas essas despesas.

Muita responsabilidade

Por mais que todas as profissões tenham o seu grau de responsabilidade, não tem como negar que na área da medicina isso é um nível hard. Afinal, cuidar da vida de outra pessoa e tomar cuidado para que um erro não vire uma morte são grandes desafios.

Obviamente, com uma boa formação e uma ampla experiência irão possibilitar ao profissional uma maior propriedade no assunto. Além disso, o médico costuma ter o apoio de enfermeiros e outros agentes da saúde.

Não desista do seu sonho!

Mesmo com esses desafios mais comuns que os estudantes de medicina enfrentam, nada tira o brilho dessa profissão. Com toda a certeza, o aluno dessa área precisa estar preparado psicologicamente para lidar com as adversidades da profissão. Por isso, manter tranquilidade é bastante necessário para ajudar o paciente e consolar quem precisa de cuidados.

Vale ressaltar que todos os desafios citados neste post são superáveis, desde que haja um bom planejamento é um grande esforço do estudante.

Para te ajudar no início dessa caminhada de se tornar médico ou médica, é preciso contar com quem entende do assunto. Por isso, entre em contato com a gente, pois o MS Medicina é o cursinho mais forte e completo para quem quer ser aprovado!

Deixe uma resposta

Rolar para cima
Estamos aqui para te ajudar!