Qual o tempo de estudo ideal para passar em medicina?

Duas, três, quatro, cinco ou oito horas por dia? Sabe o tempo que precisa se dedicar para passar em Medicina? Se formos fazer uma pesquisa sobre o assunto, teremos as mais diferentes histórias para contar, desde aqueles que estudaram poucas horas por dia e por poucos meses e, aqueles que durante a preparação, passavam mais de oito horas debruçados sobre os livros.

Claro, se tivesse uma fórmula infalível, ficaríamos muito felizes em compartilhar com você. Porém, na verdade, não existe um tempo mínimo de estudo para conseguir a sonhada aprovação.

A partir de agora, vamos passar algumas dicas, mas lembre-se, o importante é a sua organização, como aproveita o seu tempo e a qualidade do seu estudo. De nada adianta se dedicar por oito horas ou mais se o conteúdo não está sendo assimilado.

A importância de criar um plano de estudos

As reclamações dos estudantes que querem alcançar a Medicina geralmente é a mesma: ‘estudo muito, não tenho tempo para nada’. Sim, é verdade que a escolha desta área para ingressar na faculdade exige bastante do estudante, por isso, é preciso um bom planejamento e uma adequada gestão do tempo.

Estudar com eficiência significa ter um plano de estudos adequado, um guia para saber os conteúdos que já foram estudados, os que ainda precisam ser vistos e aqueles que você precisa se dedicar mais.

O que acha de utilizar ferramentas que colaboram com esta organização? E ainda, que tal organizar as disciplinas por dia e o conteúdo por tópicos? Montar um cronograma é fundamental, só assim terá uma rotina de estudos. Agora vamos dar dicas para criar um plano de estudos eficiente:

Passo a passo para criar um plano de estudos para passar em Medicina

O importante aqui é ter planejamento e organização e entender bem as particularidades da sua rotina diária. Depois, estabelecer os melhores horários de estudo e, por fim, determinar as disciplinas, conteúdos e exercícios que devem ser praticados.

1 – Determine o tempo disponível para estudar

Quantas horas você vai dedicar do seu dia para estudar? Esta é a primeira resposta que precisa ter para elaborar o seu plano de estudos. A partir disso seu cronograma começa a ser montado. Coloque tudo no papel.

Vale ressaltar que é importante separar as horas em que você acredita que rende mais, pois isto aumenta a produtividade do seu aprendizado, já que há maior absorção do conteúdo. Esta etapa de organizar a sua rotina vai ajudar muito no resultado final.

2 – Defina qual o seu objetivo

Sim, já sabemos que seu objetivo é cursar Medicina. Mas você já sabe onde quer estudar, quais os locais que mais fazem seu olho brilhar? Faça uma pesquisa sobre as principais universidades e faculdades que vieram a sua mente para optar em quais você pretende realizar o vestibular.

Posteriormente, leia os editais, entenda como são realizadas as suas provas, quais os conteúdos mais cobrados. Estas são maneiras de ter um parâmetro para focar seus estudos. Que tal participar de um cursinho para medicina?

3 – Respeite o tempo determinado

Agora que você já definiu o tempo que vai se dedicar ao estudo, uma nova regra é: cumpra ao máximo o que foi estabelecido. Sabemos que a dificuldade de muitos alunos não está em criar um cronograma, mas sim, segui-lo corretamente.

Às vezes é inevitável, terá que abrir brechas e adiar um horário ou até mesmo pular um período reservado para estudar, mas não permita que isto seja recorrente. Isto seria uma forma de auto sabotagem, você irá se afastar do seu objetivo, a Medicina.

4 – Determine o conteúdo programático a ser estudado

Defina as disciplinas, o conteúdo e os exercícios que precisam ser realizados. Uma ideia é intercalar o aprendizado entre as matérias, pois melhora a absorção do conteúdo, ainda, você não fica entediado por ver sempre o mesmo tema. Para facilitar a rotina de estudos, tenha todo material necessário separado.

5 – Autoavaliação é essencial

Existem matérias que temos mais afinidade, para outras, até desenvolvemos alguma aversão, mas, sabemos que se elas fazem parte do seu estudo, não tem como deixar de lado.

O que acha de medir como foi a eficácia do seu plano de estudos? Você pode fazer anotações sobre o seu desempenho no dia. Para isso, pode usar uma agenda ou um planner, que facilitam esta organização.

Uma sugestão: uma vez por semana, tire um tempo para olhar estas anotações e analisar os seus pontos fortes, que devem ser mantidos, e os aspectos que ainda precisa melhorar. Caso perceba que tem facilidade com alguma disciplina, é possível dedicar menos horas para ela.

6 – Que tal escolher um método para estudar?

Cada pessoa tem um jeito específico de aprender, algumas, são mais visuais e preferem estudar por vídeos e imagens. Outras, necessitam escrever o que aprenderam. E você, o que acha melhor? O importante é saber qual método funciona melhor para você fixar o conteúdo na sua mente. Conheça agora cinco métodos:

Método Pomodoro

Estuda-se durante 25 minutos e descansa 5, depois mais 25 minutos e assim por diante. Ao fazer o estudo com pausas, é possível tornar o aprendizado menos exaustivo e com uma melhor absorção.

Fichamentos

Este método é indicado para quando a data da prova se aproxima, já que é uma forma mais usada para a revisão. Então, se você está na disputa à vaga de Medicina, com uma gigante diversidade de conteúdo, aposte também em fichamentos.

Mapas mentais

Trata de uma maneira de organizar a leitura e acessar rapidamente a informação buscada. Ele não abrange o conteúdo em sua complexidade, por apresentar um resumo.

É ideal usá-lo na hora de revisar os assuntos, neste caso, o mapa mental ajuda a identificá-lo diante de tanta matéria estudada.

E o mnemônico?

É um queridinho dos professores, que inventam termos ou táticas para fazer o estudante lembrar algo importante. Indicado para decorar fórmulas e aqueles conceitos que sempre caem na prova.

Já usou as juntas dos dedos da sua mão para saber quais os meses do ano têm 30 dias e os que têm 31 dias? Sim? Então, está aplicando o mnemônico.

Autoexplicação

Sabia que quem ensina ou explica algo também está aprendendo? A conhecida autoexplicação é um método eficiente, no qual você lê o texto e tenta explicá-lo para alguém ou para si em voz alta.

Se tiver vergonha de explicar o assunto para o seu pai, seu tio ou para um amigo, pode usar o espelho do seu quarto ou até explicar para o bichinho de estimação. O que acha?

Evite estes erros ao criar seu plano de estudos

O mais importante é que seu plano de estudos esteja adequado a sua rotina para não criar falsas expectativas. Evite estes erros para não se frustrar:

– Não priorizar as matérias

Aqui é importante estabelecer uma regra: disciplinas com maior peso e os temas que você sente mais dificuldade de aprender devem ter prioridade no plano de estudo. Dedique mais horas do seu dia a eles, claro, sem deixar de lado as outras disciplinas.

– Cuide com a falta de disciplina

Sabe-se que o hábito de estudar não é construído a um toque de mágica, exige muita dedicação. Seu cérebro precisa compreender que alguns períodos do seu dia estão dedicados exclusivamente a aprender. Por isso, leve a sério a rotina de estudos.

– Não force a barra com uma jornada excessiva

Respeite seus limites, de nada adiante estabelecer uma rotina de estudos muito pesada se o seu corpo e mente não conseguirem processar as informações. Uma rotina muito pesada pode levar ao estresse.

Se estiver muito cansado, dê um tempo, adeque o seu sono, recupere a energia. Que tal se permitir jogar por algumas horas, assistir a série que mais gosta na TV ou mesmo, bater um papo por telefone com um amigo.

Muito importante também, nas jornadas mais longas de estudo é escolher um local apropriado para estudar, onde consiga se concentrar e não tenha muitos estímulos contrários, que distraiam você.

Tantas dicas até aqui, não é mesmo? O fundamental é ter foco e um plano de estudos adequado e não se esqueça de praticar exercícios simulados para aplicar o que você aprendeu.

Agora é mãos à obra, coloque essas ideias em prática. A MS Med é um cursinho forte e completo para quem quer ser aprovado. Como sabemos que você quer, fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (51) 98905-4081 e saiba mais sobre o nosso curso pré-medicina.

Deixe uma resposta

Rolar para cima